Protesto de ordem um: Leia-me





POEMA CURTO
número - um -



2 comentários:

  1. cara há mto n venho por aqui.. ando super atarefado com a facul e tal...

    qto ao "Poema curto número - um -" n sei boiei pelo fato de n pasar por aqui há mto tempo, ou se boiei por pura lerdice mesmo.. risas..

    *depois me tecle por obséquio dele.. como costumo teclar, "a ignorância é ainda mais lamentável quando perdura"


    abraço grande.

    ResponderExcluir
  2. Paulo,

    É como comprar cigarros, longo ou curto, pergunta o atendente, eu digo, te pergunto o mesmo.

    ResponderExcluir

Rafael Geremias