Palavrório de três versos


É então
Por medo da morte
Que guias os teus gestos?

Um comentário:

Rafael Geremias