Dos sentimentais desencontros ou Poemas para se quebrar a fantasia


O meu ofício poético
Vingará teus mortos
Teus próximos mortos
A saudade dos teus próximos mortos
A saudade daqueles que já estão mortos
E a tua própria morte
Antes da tua própria morte
Que gira constantemente
Nas tuas faltas, excessos e meio-termos

O meu ofício poético
Guardará tua humanidade.

Um comentário:

  1. E te privará da tua humanidade?
    Se for, não quero mais.
    Tô de saco cheio. (:

    Mas muito bom.

    ResponderExcluir

Rafael Geremias