A linguagem absoluta | Poema Imagem - 22




































(...)
em que fantasia te abrigava, ou qual música sublimava teu pensamento antes de te despires, despi-la ou despi-lo; beijá-la, beijá-lo, envolvendo-lhes nos teus braços. Ai, que tudo isso me põe indefeso, porque não sei da tua sexualidade: se com tuas mãos enrijece o mamilo de um seio ou de um peito.
(...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Rafael Geremias