A linguagem absoluta - 25 e 27

25

Se te apresentas pela lateral;
vejo-te longilíneo
como um risco de fumaça
largado no céu pelo avião:
prendes-me em fascínio.

Agora,
se te apresentas de frente,
vem como uma parede sem sustentação
esmagar meu corpo:
tábua rasa
sobre
tábua rasa
recriminando-me a vãos obscuros
de indefinição:

- não gosto de compreendê-lo por inteiro.

27 

No fundo não estou triste. 
Bem no fundo nem estou nada. 
Foi só teu NÃO com a força de um SIM 
que ainda reverbera na pele. 

É só na superfície que posso senti-lo, 
uma camada abaixo, 
já és indefinido.

Um comentário:

  1. mas que lindo
    "prendes-me em fascinio" isso foi legal
    parabens
    bjos

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Rafael Geremias