Linguagem Absoluta

O dia em que as coisas têm gosto de nada
Todas as coisas com gosto de nada
Dia em que as coisas não me pertencem
Não me pertencem de imediato
O gosto das coisas é uma forma de possuí-las de imediato
Põe uma colher de açúcar sobre a língua
e o doce na ponta te pertence
Propenso ao excesso te responsabiliza pelo
dulcíssimo dulcíssimo dulcíssimo
e à noite tem gosto de tudo
Todas as coisas com gosto de tudo
Noite em que as coisas me pertencem
Me pertencem de imediato
O que eu faço de imediato com o excesso
Dôo perdôo
me farto até que me falte no dia
o gosto de tudo.

Um comentário:

Rafael Geremias