O que satisfaz e enjoa



Vou comunicar minha verdade:

sou sua novidade.
E se de cá adiante ali
me torne sua reincidência
se destitua de mim,
porque só sirvo ainda fresco e mal passado.

13 comentários:

  1. O desconhecido é sempre tão belo e chamativo. Mas quando aprendemos todos os teus gostos, tuas vontades, teus gestos e manias, torna-se tão repetitivo que nos enjoa saber o próximo passo daquele que outrora não conheciamos.
    Deve ser por isso que dizem que se deve conquistar o teu par a cada dia, para que haja sempre uma novidade e o Amor não caia na rotina!

    Adoro seu blog, suas escritas tão simples porém com um significado tão complexo.
    Confesso que por vezes me demorei refletindo sobre seus poemas. Mas gosto disso.
    De fato nem sempre cheguei ao significado certo. Mas as poesias tem essa caracteristica, dar a cada individuo, uma conclusão!

    Grande beijo =*

    ResponderExcluir
  2. é...
    a rebordosa é quase sempre uma ressaca! mas sem a rebordosa uma lombra não seria a lombra que é... ;P
    huehehehehehe
    muito louco, bixo! muito massa!

    ResponderExcluir
  3. Luiza e Cauan,

    Que bom ser a novidade de vocês.

    ResponderExcluir
  4. o q satisfaz e enjoa é justamente aquilo que é vivo e q é capaz de vivenciar uma nova realidade...

    *a fidelidade se justifica pelas suas palavras em cada poema que leio aqui...

    abs.

    ResponderExcluir
  5. Em que ponto a novidade passa a ser velhidade? talvez, quando o enjoo nos atinge de tal maneira, que deixa de ser mal passado e passa a ser passado... Mas quer saber? Tudo isso é novidade para mim...


    :)

    gostei muito daqui...

    ResponderExcluir
  6. Paulooo,

    Vivenciar uma nova realidade: é preciso coragem e fidelidade consigo mesmo.

    Abraço, cara.

    ResponderExcluir
  7. Evair,

    A partir do momento em que você perde tesão por algo, ai o mal passado, fica cozinhado demais, perde textura e sabor, aí já era.

    abraço

    rafa

    P.S.: Só sei ser novidade!

    ResponderExcluir
  8. Leio e releio e cada vez tiro conclusões diferentes. Queria que só me enjoasse, para poder abrir a porta, sair e não olhar para trás.
    Novidade esta que me fez sorrir e imaginar, que devo ser fresca e novo, para seguir adiante.

    Beijos Rafinha.
    Cada diz escreves melhor.

    ResponderExcluir
  9. Mayê,

    Quem me faz rir como você, é sempre uma novidade.

    Beijo,

    Rafa.)

    ResponderExcluir
  10. Por acaso não gostei muito de desenhar a carvão :/

    Alguma dica?

    ResponderExcluir
  11. Palavras inspiradoras. Ok vou tentar mais vezes o carvão. Também gosto de aguarela, mas, tenho que treinar mais.

    ResponderExcluir

Rafael Geremias