Um pouquinho além


Um pouquinho além

Um pouquinho além
já seria muito além
como transpor a distância incauta
ou o fim da sempre sabida.

Um pouquinho além
já lhe daria direito
ao reinvento.

Faria do plácido feito
um eterno desespero
do segundo encontro
idas de retorno
do último beijo
o aceno de longe
e do próximo passo
a decisão:

-Viver é sempre um risco
evitá-lo é tolice.

6 comentários:

  1. São demais os perigos dessa vida

    ResponderExcluir
  2. gostei, de sua autoria?

    se for, muito bom poema, meus parabéns...


    difícil encontrar boas poesias que não caiam na mesmice... gostei muito;
    belo blog;
    ~~
    http://alumiina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Hum, gostei de mais! "Viver é sempre um risco", o melhor risco para se correr é esse!!

    ResponderExcluir
  4. mas tu tá óóótimo, já falei!
    viver é SEMPRE um risco!
    só quem corre riscos vive ;)

    ResponderExcluir
  5. Oi! Eu sempre me escondo! E você sempre me acha! Que bom! Belo blog, cada vez melhor...beijos!

    ResponderExcluir
  6. acho q o poema me dá espaço p lembrar de um pensamento de mário de andrade, onde ele diz que 'os medíocres escorregam, os bons quebram a perna'.

    acho q é bem por aí...

    *tbm virei seguidor...

    abs.

    ResponderExcluir

Rafael Geremias