II

Porque me aliciava as suas palavras como a um exército empunhando bandeiras. Abríamos pântanos e brejos, cheirávamos a lodo. Resumíamo-nos na confissão de um amor sujo que sobre o piso contata e assenta.

2 comentários:

  1. A luz das palavras, assim sentidas, dissolve o sujo até mostrar uma alvura argêntea.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Respondi aos comentários do post “Amarelo – O Pequeno Tigre” na mesma página em que foram feitos

    ResponderExcluir

Rafael Geremias